Armário Cápsula, já experimentou?

| Vestindo e aprendendo |

 

Minha mãe já dizia que para saber mandar era preciso saber fazer. E se a ideia é “vender”, aí sim, que é necessário não só o saber fazer, como o sentir. Foi assim que começou a experiência viva do armário cápsula.

 

Como jogar fora um guarda-roupas todo é coisa de TV, resolvi exercitar com mais “afinco” o que é ter um armário cápsula.

 

Comecei da maneira mais arrojada que foi determinar um armário reduzido para vida, por 3 meses (entre outubro e dezembro).  Como era um armário único e não cápsulas segmentadas por tema, defini que a quantidade de 65 peças seria o suficiente.

 

Então as 65 peças foram subdivididas em:

  • 3ª Peças/Camadas superiores (Outerwear) – 7
  • Partes de Cima (Top) – 30
  • Partes de Baixo (Bottom) – 13
  • Vestidos/Macacão – 4
  • Calçados – 13

 

Através de um aplicativo de closet virtual, todas as peças foram fotografadas e classificadas por categoria, todos os looks foram sendo montados, registrados no calendário e a maioria deles foi fotografado para que eu pudesse, ao final do período, analisar a “qualidade” do look e o potencial das peças.

 

Assim consegui olhar objetivamente para o que tinha, tirar o que é excesso, o que é difícil de combinar, o que não funciona mais.  E principalmente, consegui identificar itens específicos que faltavam para dar mais a minha personalidade ao visual e a fazer “render” ainda mais o guarda-roupas.  Além disso, é fato, que um número reduzido de peças, propicia um exercício constante da criatividade, fazendo usar mais e melhor as peças, rumo ao #usarateacabar.

 

Resumindo, foram 3 meses sem repetir nenhum look. Lembrando que, pelo menos dois itens da composição precisam ser alterados para ser considerado um novo look. Ao todo, acabei o trimestre com, 112 looks, sendo 81 utilizados e 31 de stand by. Das 65 peças, apenas 3 não foram utilizadas na montagem de looks. E das outras 62 peças utilizadas foram registrados pelo menos 3 ou 4 formas de uso (visuais/looks diferentes).

     

Então eu já sabia, mas agora tenho certeza de que é super possível ter um guarda-roupas reduzido, coisa que eu prego sempre para meus clientes, principalmente aqueles que TEM PERFIL para cápsula.

 

Agora o exercício continua, porque desde que comecei a estudar e atuar como consultora de imagem venho melhorando e diminuindo meu guarda-roupas a ideia é a cada 3 meses, ir incorporando entre 15 e 35 peças, respeitando a proporção até que todas as peças sejam testadas objetivamente.

 

Venho contando e mostrando esta experiência a amigos e clientes, que quando vêem o closet virtual todo “arrumadinho” ficam “loucos” querendo e por isso acabei desenvolvendo um novo serviço, outra assessoria pontual de armário cápsula que apresento para vocês logo mais.

 

Agora, por enquanto, desafio você a testar por um período, usar uma quantidade reduzida de peças para um tema da sua vida, que pode ser: trabalho, dia a dia, noite… Topa? Aproveita que o ano está começando.  Me escreve no querosaber@falecomfulvia.com.br ou comenta aí que te ajudo com a quantidade de peças e a proporção.

 

Facebookpinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *